flor de chá 

série de ilustrações feitas para um coletivo de escrita literária no instagram @flordechá e foram feitas em dois momentos: escrita a partir de ilustrações com temática de chá e ilustrações inspiradas em textos já escritos.

series of illustrations for a literature collective @flordecha were in the first moment the writing process was inspired by the illustration and in the second, the inverse. 

textos: gabriela brito e manuela

ilustrações: joão barreto

texts: gabriela brito e manuela

illustration: joão barreto

_____

2018

IMG-8047.JPG
IMG-8048.JPG
IMG-8056.JPG
IMG-8057.PNG
Ilustração-Sem-Título-3.jpg
IMG-8058.PNG
IMG_1101.PNG
IMG_1100.PNG

_____

2019

IMG_8541.jpeg

"Minha tia me disse um dia que não acreditava que tudo acontecia por um motivo mas sim que

podemos dar um motivo a tudo que nos acontece. Eu só peço discernimento para que os que

crio sejam justificativas justas para minhas atitudes."

flor de chá_capa.jpg

"Cortaram as flores amarelas que sorriam para mim no caminho de volta para casa.

Já começava a virar um hábito orientar meu olhar para direita da calçada onde um pingo sapeca

respingava a grama com aquela cor convidativa. Começou com uma flor que depois virou

quatro. Hoje eram nenhuma. Cortaram meu sorriso no caminho de volta para casa."

IMG_8539.jpg

"Não deixe que o sentimento final da vida seja a angústia do que poderia ter sido e não foi.

Assim como a memória dos peixes dura meros segundos tomar uma atitude em direção àquilo

que queremos mas tememos – talvez por saber que é possível consegui-lo – requer também

um breve hiato. Um sopro de coragem e o resto forçamos goela abaixo. O melhor remédio

contra o remorso é a ousadia."

IMG_8538.jpg

"Balela o discurso que prega o desapego emocional do crescimento de quem amamos. A gente

até tenta mas o mecanismo das emoções interfere. Porque uma parte de nós sempre sabe

que crescer implica expandir e expandi requer ocupar espaços maiores que podem acabar nos engolindo abocanhando nossa súbita pequeneza. Expandir é reconhecer a pequenez das coisas."

IMG_8543.jpg

"Escrevo para lembrar de mim e também para não esquecer que o que brota dentro é

inestimável. O mercado sentimental de hoje é intragável com†pessoas rasas vendendo nossas

emoções essas preciosidades  em pacotes bonitos mas só. E  beleza não põe mesa. Escrevo

para reforçar a mim mesma que sou muito mais do que acredito ser que a vacuidade externa

não pode nem deve encontrar infiltração no peito da gente. Cada vez que me releio me

abraço. Sem palhaçada motivacional comercializável."